Amigo de Bolsonaro ganha extra de R$ 20 mil mensais em subsidiária do Banco do Brasil

Compartilhe:

Um amigo pessoal de Jair Bolsonaro, o almirante Flávio Rocha, recebeu uma ‘boquinha’ de R$ 20 mil mensais, numa subsidiária do Banco do Brasil, a Brasilseg. A revelação foi feita pelo jornalista Marcelo Rocha, em reportagem publicada na Folha de S. Paulo.

“Amigo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e hoje secretário especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência, o almirante da Marinha Flávio Augusto Viana Rocha, 58, ​recebe R$ 20 mil a mais de remuneração mensal por ter sido indicado em julho para representar o governo em uma empresa ligada ao Banco do Brasil”, informa o jornalista.

O repórter aponta ainda que Rocha ​é o mais cotado para assumir a Secretaria-Geral da Presidência, hoje ocupada por Jorge Oliveira, nome de Bolsonaro para uma cadeira no Tribunal de Contas da União. “O almirante foi indicado pelo Banco do Brasil para uma vaga de membro titular do Conselho de Administração da Brasilseg, empresa do ramo de seguros fruto de uma parceria entre a instituição brasileira e o grupo espanhol Mapfre”, aponta a reportagem.

 brasil247