Assessor de Bolsonaro, é banido pelo Facebook

Compartilhe:

Revista Fórum – A operação anunciada nesta quarta-feira (8) pelo Facebook, que derrubou uma rede de fake news e perfis falsos ligada ao clã Bolsonaro, cita Tércio Arnaud Thomaz como um dos principais responsáveis pela divulgação dos conteúdos de desinformação e discurso de ódio. Tércio é assessor especial do presidente Jair Bolsonaro e integra o “gabinete do ódio”, por indicação do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Especialistas da plataforma identificaram que ele é o responsável pela página Bolsonaro Opressor 2.0, com mais de 1 milhão de seguidores, e pela conta @bolsonaronewsss, no Instagram, com 492 mil seguidores e 11 mil posts.

Mais cedo nesta quarta, o Facebook anunciou a derrubada da rede ligada ao PSL e a funcionários dos gabinetes do presidente, do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e dos deputados estaduais bolsonaristas Anderson Moraes (PSL-RJ) e Alana Passos (PSL-RJ).