Belarmino Lins elogia desempenho do PP nas eleições de 2020 no Estado

Compartilhe:

Em discurso na Assembleia Legislativa, na manhã da quinta-feira (19), o deputado Belarmino Lins (Progressistas) ressaltou o desempenho do Progressistas (PP) nas eleições municipais deste ano na capital e no interior do Estado do Amazonas.

Secretário-geral da legenda, o deputado destacou a vitória nas urnas da jovem progressista Thaysa Lippy, filha do deputado estadual Felipe Souza (Patriota), eleita vereadora com 6.736 votos. Juntamente com o triunfo de Thaysa, Belarmino também exaltou o sucesso de Yomara Lins (PRTB), irmã da conselheira Yara Lins, ex-presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) e tia do deputado Fausto Jr (PRTB).

Ao referir-se a Yomara, o líder progressista não escondeu seu regozijo por sua família estar bem representada hoje em três esferas do poder político nacional e estadual, aludindo a presença do deputado federal Átila Lins (PP) no Congresso Nacional, onde exerce seu oitavo mandato parlamentar, assim como ele, Belarmino, no Poder Legislativo do Estado, onde soma oito mandatos consecutivos, e agora Yomara Lins na Câmara Municipal de Manaus.

Com relação a campanha eleitoral em Manaus, Belarmino considerou bastante positiva a participação de um de seus filhos, o médico urologista George Lins, na recente batalha de votos na capital. Presidente do Diretório Municipal do Progressistas, George disputou o primeiro turno das eleições como vice da chapa encabeçada pelo candidato a prefeito Ricardo Nicolau (PSD). “Agradeço a Deus pela oportunidade concedida ao Dr George, porque a dupla Ricardo Nicolau/George Lins acendeu a chama da perspectiva da mudança para a cidade de Manaus sair da mesmice”, frisou o parlamentar, elogiando, ainda, a performance do PSD e do PDT no apoio à chapa “Pra Voltar a Acreditar”.

Em seu discurso, Belarmino Lins também destacou as reeleições dos vereadores Marcelo Serafim (PSB), filho do deputado Serafim Corrêa, e de Diego Afonso (PSL), filho do deputado Adjuto Afonso (PDT). Aproveitou para ressaltar, ainda, a eleição de Allan Campêlo (SPC), irmão da deputada Alessandra Campêlo (MDB), para a CMM.

Em apartes, os deputados Carlinhos Bessa (PV), Saullo Vianna (PTB) e Adjuto Afonso (PDT) parabenizaram Belarmino Lins pelo excelente desempenho dos progressistas no Estado. Sobre o segundo turno em Manaus, Belão disse que “o juiz será o povo, que escolherá o melhor para Manaus”.

Interior

Segundo Belarmino Lins, o desempenho do Progressistas no processo eleitoral do interior do Amazonas correspondeu as expectativas da cúpula estadual. O partido reelegeu os prefeitos Simão Peixoto, de Borba (distante 151 km em linha reta da capital), com 5.499 votos; Zeca Cruz, de Boca do Acre (distante 1.028 km da capital) com 7.831 votos; Adail Filho, de Coari (distante 363 km da capital),  (22.134 votos); Ordean Gonzaga, de Guajará (distante 1.467 km da capital) com 4.373 votos, Denise Lima, de Itapiranga (distante 227 km da capital) com 3.608 votos e Anderson Souza, de Rio Preto da Eva (distante 57 km da capital) com 9.281 votos.

O PP elegeu Antônio Ferreira dos Santos, o Tonho, novo prefeito de Codajás (distante 240 km da capital), com 6.301 votos, além de José Beleza em Santa Isabel do Rio Negro (distante 630 km da capital), com 2.362 votos.

Belarmino também destacou a eleição e a reeleição de chefes executivos parceiros como Marcos Lise (PSC), novo prefeito de Apuí (distante 453 km da capital), tendo conquistado 4.374 votos nas urnas; Denis Paiva (Republicanos), de Atalaia do Norte (distante 1138 km da capital), 2.600 votos; Glênio Seixas (MDB), de Barreirinha (distante 331 km da capital), dono de 9.697 votos; David Bermeguy (MDB), de Benjamin Constant (distante 1.121 km da capital), 8.231 votos; Dona Maria (MDB), de Beruri (distante 173 km da capital), 4.257 votos; Bruno Ramalho (MDB), de Carauari (distante 788 km da capital), 9.015 votos; Gilberto Biquinho (PL), de Fonte Boa (distante 678 km da capital), 5.170 votos; Dr Júnior (MDB), de Juruá (distante 674 km da capital), 3.238 votos; Pedro Macario (PDT), de Jutaí (distante 751 km da capital), 6.517 votos; Gean Barros (MDB), de Lábrea (distante 702 km da capital), 13.622 votos; Jair Souto (MDB),  de Manaquiri (distante 60 km da capital), 6.260 votos; Pastor Edir (Republicanos), de Maraã (distante 634 km da capital), 2.969 votos; Adenilson Reis (MDB), de Nova Olinda do Norte (distante 135 km da capital), 7.999 votos; Jocione Souza (PSDB), de Novo Aripuanã (distante 227 km da capital), 5.192 votos; Bi Garcia (DEM), de Parintins (distante 369 km da capital), 32.778 votos; Renato Afonso (PSD), de Pauini (distante 923 km da capital), 4.938 votos, e Saul Bermeguy (MDB), de Tabatinga (distante 1.108 km da capital), 13.068 votos.