Beto D’Ângelo monta “barreira do coronavírus” na entrada de Manacapuru para controlar o acesso ao município

“Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém”.

Mesmo com apenas um caso suspeito de coronavírus em Manacapuru, o prefeito Beto D’Ângelo decidiu fechar a porta da casa antes que seja tarde demais, como aconteceu na Itália que, infelizmente, demorou enfrentar o problema e, hoje, é o primeiro país do mundo com 59138 casos do e 5476 mortes.

Tanto a entrada quanto a saída de Manacapuru, conforme determinou o prefeito, estão sob controle das autoridades sanitárias do município.

Com o apoio da Polícia Militar, todas pessoas que chegam ou deixam a cidade são orientadas na “barreira do coronavírus” a retornar para suas casas e lá permanecerem de quarentena.

Para entrar na cidade, o motorista e os ocupantes do veículo inspecionados, precisam apresentar uma justificativa convincente para ter acesso à cidade. De outra forma, não entram.

Em outras palavras: para enviar a proliferação do Covid-19 em Manacapuru, o acesso à cidade será controlado.