BNDES vende R$ 8,1 bilhões em ações e reduz participação na Vale

Compartilhe:

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) vendeu R$ 8,1 bilhões em ações da Vale em leilão na Ibovespa nesta 3ª feira (3.ago.2020), de acordo com O Globo.  As transações equivalem a 2,6% da participação do BNDES na empresa, que agora diminuiu de 6,1% para 3,5%.

A venda de 135 milhões de ações da mineradora é a 2ª maior feita pelo banco em 2020. Em fevereiro, uma operação do BNDES arrecadou R$ 22 bilhões com a alienação de ações da Petrobras.

O leilão desta 3ª feira (3.ago) começou com ações no valor de R$ 58,75, valor que subiu e fechou em R$ 60,26. Inicialmente, a Agência Bovespa disponibilizou às 10h o 1º lote com 100 milhões de ações, com previsão de uma hora de duração. Mas o leilão foi prorrogado por mais 15 minutos, com novos 35,612 milhões de papéis ofertados.

Segundo a Exame, o leilão é parte de 1 plano do BNDES de se desfazer de participações de empresas como a Vale, a Petrobras, a Suzano, a Klabin e a JBS.

O BNDESPar –setor de participações da instituição– tinha 323,5 milhões de ações da Vale. Desse total, 117,5 milhões estão congelados, conforme acordo de acionistas até o final deste ano, restando 80 milhões a serem vendidos em novos leilões. Em 1 cálculo com base no preço do valor do leilão de hoje, o banco arrecadaria em torno de R$ 4,3 bilhões com a venda dos 80 milhões de papéis.

A operação foi articulada pelo Bank Of America Merril Lynch e uma gestora estrangeira.Fonte/Poder360