China ordena fechamento de consulado dos EUA em Chengdu em resposta a Trump

Compartilhe:

A China ordenou nesta 6ª feira (24.jul.2020) que os Estados Unidos fechem o consulado na cidade de Chengdu, sudoeste do país. A medida vem dias depois que o governo de Donald Trump mandou fechar o consulado da China em Houston, no Texas.

A medida adotada pela China é uma resposta legítima e necessária ao ato injustificado dos EUA. Está em conformidade com o direito internacional, as normas básicas das relações internacionais e as práticas diplomáticas costumeiras“, afirmou o Ministério das Relações Exteriores da China, em comunicado.

A decisão dos Estados Unidos foi tomada, de acordo com o governo norte-americano, para proteger a propriedade intelectual e os dados privados. Segundo a mídia de Houston, pessoas foram vistas queimando papeis em latas de lixo em frente ao consulado depois que o fechamento foi anunciado, no dia 21 de julho. O porta-voz da diplomacia chinesa, Wang Wenbin, classificou a decisão dos Estados Unidos como “ultrajante e injustificada”.

O Ministério das Relações Exteriores chinês disse que a ação dos Estados Unidos “violou seriamente o direito internacional, as normas básicas das relações internacionais e os termos da Convenção Consular China-EUA. Prejudicou gravemente as relações China-EUA“.

A tensão entre os 2 países vem se deteriorando desde que Trump chegou à Casa Branca. Washington e Pequim travam batalhas na área do comércio, tecnologia e, mais recentemente, no combate ao novo coronavírus.

Os Estados Unidos mantêm 5 consulados na China, além da embaixada em Pequim: Cantão, Xangai, Shenyang, Chengdu e Wuhan. O país ainda tem 1 consulado na ilha de Hong Kong. O consulado dos EUA em Chengdu acompanha os desenvolvimentos na região chinesa do Tibete, que mantém uma relação conflituosa com o governo de Pequim.