Congresso declara 3 dias de luto por vítimas do coronavírus em dia de ato em Brasília

Especial Brasília 60 anos. Sérgio Lima/Poder360 13.04.2020

PODER 360 – Os presidentes do Senado e da Câmara, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), decretaram luto oficial no Congresso Nacional por 3 dias em homenagem aos mortos pelo coronavírus no Brasil.

O documento (leia a íntegra, 81 Kb) proíbe qualquer tipo de celebração nas duas Casas durante o período. A bandeira do Brasil ficará hasteada a meio-mastro a partir das 14h deste sábado (9.mai.2020).

Veja os motivos do decreto 

CONSIDERANDO que as estatísticas oficiais divulgadas pelo Ministério da Saúde contabilizam nesta data mais de 10 mil vítimas oficiais no Brasil decorrentes da covid-19;

CONSIDERANDO o sofrimento das milhares de famílias que perderam seus entes queridos, sem que tenham podido prestar suas últimas homenagens;

CONSIDERANDO o sentimento comum das bancadas parlamentares dos mais diversos Estados da Federação e do Distrito Federal.

Em nota (leia a íntegra, 121 Kb), Maia e Alcolumbre disseram:

“A situação que estamos vivendo é lamentavelmente singular. Nossas cidades paradas, nossas crianças sem aulas, nosso povo assustado. O combate a um inimigo tão invisível quanto mortal, que ataca sem respeitar fronteiras ou aviso prévio, é sacrificante e cruel”.

Quando o ato dos presidentes do Legislativo foi divulgado à imprensa, o número mais recente de mortos por coronavírus divulgado pelo Ministério da Saúde ainda era o de 6ª feira (8.mai.2020): 9.897.

Os números de óbitos registrados nos últimos dias indicam que a marca de 10.000 deve ser alcançada neste sábado.

Próximo ao Congresso, manifestantes bolsonaristas realizam novo ato contra o STF (Supremo Tribunal Federal) e Legislativo neste sábado. Até a publicação deste texto, tratava-se de uma carreata.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tornou-se 1 dos principais alvos dos simpatizantes de Bolsonaro.

O presidente da República tem pregado o fim do isolamento social, defendido por especialistas como melhor forma de conter o coronavírus. Ele demonstra apoio aos atos, em que pessoas se aglomeram. No último domingo (3.mai.2020), jornalistas foram agredidos em manifestação em Brasília.