Em Careiro, pescadores são contemplados com 1.380 cestas básicas em ação dos governos estadual e federal

Compartilhe:

O Governo do Amazonas entregou nesta quinta-feira (22/07), no município de Careiro (a 88 quilômetros de Manaus), um total de 1.380 cestas básicas, que vão garantir a segurança alimentar de pescadores em situação de vulnerabilidade social atingidos pela cheia. As entregas aconteceram na sede do município e no Distrito do Araçá.

As cestas básicas vão contemplar os associados do Sindicato dos Pescadores Artesanais de Careiro (Sindpesca), Associação de Pescadores Profissionais e Artesanais do Careiro (Aspec) e Colônia de Pescadores Z-49 (sede do Careiro e Purupuru).

Representando o governador Wilson Lima na atividade, a secretária de Estado da Assistência Social, Alessandra Campêlo, reforçou a importância da chegada das cestas básicas para as famílias de pescadores artesanais.

Dignidade alimentar

“Esse é um esforço do governo federal, governo do estado e da prefeitura do Careiro, em levar uma ajuda para esses trabalhadores em um momento difícil. As cestas básicas vão trazer a dignidade alimentar para esses trabalhadores, que colocam o peixe na mesa de milhares de amazonenses”, comentou a titular da Seas. 

Marilza da Silva Lima, 44, pescadora e moradora do Distrito do Araçá, disse que sua família foi atingida pela cheia e comemorou a chegada da ajuda humanitária do governo do Amazonas.

“Eu estou muito feliz porque veio numa boa hora, pois as coisas não estavam boas. Graças a Deus chegou, pois eu já estava sem nada em casa. São sete pessoas dentro de casa e com o alagamento tudo começou a ficar difícil, principalmente a comida”, disse.

As cestas, que pesam um total de 21 quilos, incluem itens como arroz, macarrão, feijão, açúcar, leite e farinha de milho. O titular da pasta estadual de Produção Rural, Petrúcio Júnior, destacou que o governador Wilson Lima tem mobilizado todas as secretarias para atuarem nas ações de enfrentamento dos efeitos sociais da pandemia e da cheia dos rios da região.

Segurança alimentar

A ação é administrada e financiada pelo governo federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). As cestas são distribuídas aos municípios pelo governo do Amazonas, via Secretaria de Estado da Produção Rural do Amazonas (Sepror), Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas), Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) e Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf). O programa também conta com o apoio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e das prefeituras contempladas.