Em discurso de união, Biden se coloca como luz em ‘época de escuridão’

Compartilhe:

Joe Biden fez nesta quinta-feira (20) o discurso mais importante de sua carreira política até agora. Na última noite da convenção democrata, o ex-vice de Barack Obama aceitou formalmente a nomeação como candidato do partido à Casa Branca com uma fala forte, em que pediu união dos americanos para vencer Donald Trump e se colocou como “um aliado da luz” em tempos de escuridão nos EUA.

Biden citou Ella Baker, ativista dos movimentos pelos direitos civis, ao dizer que, quando se dá a luz ao povo, ele acha o caminho. “Dê ao povo luz”, ecoou antes de fazer seu primeiro ataque a Trump.

“O atual presidente cobriu os EUA de escuridão por muito tempo, muita raiva, muito medo, muita divisão”, afirmou o agora candidato democrata.

“Se você confiar a Presidência a mim, vou trabalhar com nosso melhor e não com nosso pior. Serei um aliado da luz, não da escuridão. É hora de nós, nós, o povo, ficarmos juntos e não cometermos erros. Juntos, podemos nos recuperar dessa temporada de escuridão nos EUA”, completou.

O ex-vice de Obama cristalizou a ideia de que pode unir o país mesmo em tempos de polarização e insistiu na tese de que sua liderança -ancorada nos valores e princípios do americano comum- é a única capaz de tirar os EUA de uma crise histórica.

“Vou ser um presidente americano, vou trabalhar por aqueles que não votaram em mim de maneira tão forte como por aqueles que votaram. Esse é o papel do presidente, representar todos e não só sua base ou partido. Não é um momento partidário, mas um momento de esperança no futuro.”

O foco da crítica de Biden ao atual presidente foi sobre a má condução do republicano diante da pandemia que já matou milhares de pessoas no país.

Ele pediu que os americanos “julguem o presidente pelos fatos” antes de enumerar os 5 milhões de contaminados e os mais de 170 mil mortos por Covid-19 no país, além dos 50 milhões de desempregados.”Esta é uma eleição de mudança de vida que determinará o futuro da América por muito tempo”, disse Biden. “O personagem está na cédula. A compaixão está na cédula. Decência, ciência, democracia. Está tudo na cédula. E a escolha não poderia ser mais clara.”
Fonte/Notícias ao Minuto