Em Manaus, ambulância e ônibus são incendiados após morte de traficante

Compartilhe:

17 veículos, sendo 7 ônibus e uma ambulância foram incendiados na madrugada deste domingo (6) em Manaus. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a ordem para os atentados partiu de dentro de um presídio, após a morte do traficante Erick Batista Costa, o “Dadinho” tido como conselheiro do Comando Vermelho (CV).

Por conta da grave situação, todos os ônibus foram recolhidos e não circularão até a situação voltar ao normal, informou o  Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas por meio de nota.

No texto, o sindicato afirma que os ataques causaram “pânico nos operadores do serviço, pois há relatos de grupos encapuzados e armados praticando tais atos, sendo que, por isso, toda a frota foi recolhida”. Diz ainda que, “aparentemente”, os atos de violência têm caráter terrorista.

Na tarde deste domingo (6), bandidos pararam um carro na Bola das Letras, recentemente reformada e entregue pelo vice-prefeito Marcos Rotta última quarta-feira (2), jogaram pneus e gasolina e atearam na praça recém inaugurada.

Mesmo com o Comitê de Crise para combater a onda de incêndios que ocorre desde a madrugada deste domingo (6), por conta da morte de um membro do Comando Vermelho, os ataques não pararam.

Foi registrado pelo Corpo de Bombeiros fogo em três agências bancárias, no Japiim da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, na Rua Guilherme Moreira, no Centro de Manaus e Santander, da Avenida Airão