Governo espanhol quer isolamento parcial de Madri

Compartilhe:

O governo da Espanha recomendou a retomada de um isolamento parcial em toda a cidade de Madri para conter a disseminação do novo coronavírus, depois que autoridades municipais impuseram restrições somente em algumas áreas da região, disse o ministro da Saúde, Salvador Illa.

“Essas são as medidas mínimas que temos que tomar para controlar a disseminação do vírus na cidade”, afirmou Illa em entrevista.

Um dos países europeus mais atingidos pela pandemia, a Espanha adotou um isolamento draconiano entre março e maio, impedindo as pessoas de saírem de casa. As restrições começaram a ser suspensas em estágios e por região, e foram totalmente descartadas no dia 21 de junho, mas a pandemia ressurgiu nas últimas semanas.

As autoridades da região de Madri determinaram um isolamento em 45 áreas, principalmente as mais pobres, onde o índice de contágio está acima de mil casos para cada 100 mil pessoas.

Em uma desavença aparente entre o governo nacional e as autoridades regionais, Illa anunciou suas recomendações em entrevista coletiva, ao mesmo tempo em que Madri anunciava medidas mais brandas que só cobrem algumas áreas da região.

O ministro disse que somente as autoridades regionais de Madri têm poder para tomar essa decisão.

As recomendações de um novo isolamento parcial impediriam as pessoas de deixar a cidade, mas elas poderiam sair de casa para ir ao trabalho e à escola. Os bares continuarão abertos, mas com certas limitações.