Governo libera pagamento do auxílio emergencial a 5,6 milhões nesta 4ª feira

Compartilhe:

O governo federal liberou nesta 4ª feira (23.set.2020) o pagamento de mais uma parcela do auxílio emergencial a 5,6 milhões de pessoas. O benefício será pago para 4 milhões de pessoas nascidas em agosto e a 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família com final de NIS número 5.

Para os nascidos em agosto, o pagamento é referente a mais uma parcela do auxílio emergencial de R$ 600. O dinheiro será creditado em conta poupança social digital da Caixa Econômica Federal, e poderá ser usado inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências serão liberados em 13 de outubro.

Os atendidos pelo Bolsa Família com NIS final 5 receberão a 1ª das 4 parcelas do auxílio emergencial extensão de R$ 300 ou de até R$ 600, no caso de mulher provedora de família monoparental. Os beneficiários do programa tiveram a avaliação de elegibilidade realizada pelo Ministério da Cidadania, conforme Medida Provisória 1.000/2020. Se o valor do Bolsa Família for igual ou maior que R$ 300 ou R$600, o beneficiário receberá o valor da Bolsa.

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site.

Até esta 4ª feira (23.set.2020), o governo federal liberou R$ 204,4 bilhões em 297,2 milhões de pagamentos do auxílio emergencial a 67,2 milhões de beneficiários.

QUEM RECEBE NESTA 4ª FEIRA

  • 1,6 milhão de trabalhadores do Bolsa Família com o número do NIS terminado em 5;
  • 4 milhões de trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app, nascidos em agosto, recebem a próxima parcela:
    – aprovados no 1º lote recebem a 5ª parcela;
    – aprovados no 2º lote recebem a 4ª parcela;
    – aprovados no 3º e 4º lotes recebem a 3ª parcela;
    – aprovados no 5º e 6º lotes recebem a 2ª;
    – aprovados no 7º lote recebem a 1ª parcela;
    – aprovados no 1º lote, mas que tiveram o benefício suspenso, recebem a 5ª parcela;
    – aprovados em outros lotes, que receberam a 1ª parcela em meses anteriores mas tiveram o pagamento reavaliado em agosto, recebem todas as parcelas restantes, até a 5ª.

O AUXÍLIO EMERGENCIAL

A medida foi instituída pelo governo federal em abril. Ela estipulou o pagamento mensal de R$ 600 reais para desempregados e trabalhadores informais. O valor pode ser dobrado para de mães solteiras.

A proposta inicial era que os pagamentos fossem efetuados por 3 meses, mas a medida foi estendida por mais 2.

Agora, o governo vai pagar o auxílio emergencial extensão no valor de R$ 300 em até 4 parcelas mensais. Além de prorrogar o benefício, o governo estabeleceu, em decreto, que as pessoas que passaram a ter vínculo empregatício, depois do início do recebimento, não terão direito às próximas parcelas.

CALENDÁRIOS DE PAGAMENTOS

Eis abaixo o calendário de pagamentos das 5 parcelas do auxílio emergencial de R$ 600 por mês de nascimento.

O cronograma completo de pagamentos das parcelas de R$ 300 ainda não foi divulgado.

Poder360