Hissa Abrahão diz que Athur abandonou Alfredo Nascimento na reta final da campanha

Compartilhe:

O ex-deputado Hissa Abrahão não só criticou, nesta quarta-feira, 11, na sua página do Facebook mas, também, fez indigestas acusações contra o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB).

Hissa Abrahão, que já foi vice de Arthur Neto (2013-2016), e ocupou no inicio de 2013 o comando da Secretaria de Obras, o estopim de turbulenta inimizade, acusou o prefeito de ser “protetor de assassino, referindo-se ao caso Alejandro Valeiko, acusado, processado e preso pela morte do Engenheiro Flávio Rodrigues, no dia 20 de outubro do ano passado.

O ex-amiguinho de Arthur o acusou, ainda, de que ter “usado recursos públicos e a máquina de comunicação para (da prefeitura de Manaus) para impedir que a notícia do homicídio de sua família se propagasse”.

Alejandro Valeiko Molina, filho da primeira dama do município, ganhou liberdade na tarde de hoje o dia 24 março deste ano, depois de ter ficado nove dias preso preventivamente no Centro de Detenção Provisória Masculina 1 (CDPM), no km 8 da BR-174.

As indigestas e amargas acusações foram apenas a introdução de outras menos travosas relacionadas à conduta do prefeito no atual processo eleitoral.

Segundo Hissa Abrahão, Arthur Neto “acaba de abandonar a candidatura Alfredo Nascimento. Conforme escreveu na legenda de sua publicação no Facebook, a comunicação teria sido oficializada durante entrevista (não disse pra quem e quando) concedida a um veículo de comunicação.

O conteúdo da entrevista descrito pelo ex-vice de Arthur Neto é rasteiro, vulgar, mesquinho, asqueroso, que em nada combina com o quilate político Arthur Neto, um dos políticos mais respeitados da república brasileira.

Veja a publicação