Jaildo Oliveira afirma que vai parar o Centro caso ônibus voltem a circular sem cobrador

Compartilhe:

O vereador Jaildo Oliveira (PCdoB) afirmou que vai paralisar o Centro de Manaus, caso as empresas do transporte coletivo voltem a colocar para circular ônibus sem cobrador na cidade. A afirmação foi feita, durante seu discurso na tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), nesta segunda-feira (20/9), após constatar que 80% da frota que rodou neste último domingo (19/9), estava sem o profissional que recebe a passagem de ônibus.

Segundo o parlamentar, se for feita uma pesquisa no Terminal 1, da Constantino Nery, será constatado que pelo menos 95% da população é contra o transporte coletivo sem cobrador. “Podem fazer a pesquisa, o cidadão é contra, porque coloca em risco a vida de todos, pois o motorista terá que dividir sua atenção. Se isso voltar a acontecer, eu vou parar o Centro de Manaus”, afirmou.

Jaildo Oliveira lembrou que a planilha do transporte coletivo, contém a presença de 3.400 cobradores e que sem eles, a passagem tem que ser reduzida. “Aí eu pergunto, baixou o preço da passagem? Porque se não tem cobrador, tem que reduzir e o passageiro não está vendo isso no bolso”, indagou em seu discurso.

O vereador aproveitou para pedir celeridade a um Projeto de Lei de sua autoria que tramita na CMM, que proíbe a circulação de ônibus sem cobrador e que se encontra sob análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Reajuste

Jaildo Oliveira também falou sobre o reajuste dos trabalhadores do transporte coletivo, que segundo ele, estão há dois anos com o salário inalterado. Ele se mostrou solidário à categoria que atuou sem parar durante a pandemia da covid-19. “Eles estavam na linha de frente, correndo riscos, e não receberam nenhuma bonificação como reconhecimento pelos serviços prestados, e quero me solidarizar a essa categoria que muitas das vezes é criticada, mas que ninguém enxerga o quanto eles se esforçam para garantir o direito de ir e vir de cada cidadão”, afirmou.

 Solicitações não atendidas

Da tribuna, o vereador ainda criticou alguns secretários que não estão recebendo seus pedidos e, de acordo com ele, fazendo campanha antecipada. “Eu vou denunciar se isso for comprovado, porque tem secretário que não está me atendendo, passa dias para conseguir agendar um horário e quando vamos no bairro que iríamos pedir o serviço, ele já foi atendido, ou seja, estão nos constrangendo como vereador”, desabafou.

Jaildo Oliveira adiantou que caso a situação se repita, levará à tribuna da CMM o nome de todos aqueles que não atenderem suas solicitações.