Joice Hasselmann volta a ser líder do PSL; Eduardo Bolsonaro sai

Compartilhe:

Após o PSL suspender 12 parlamentares das funções partidárias por 1 ano, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) conseguiu retornar à liderança da legenda na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (4). Ex-líder do Governo no Congresso, Joice substitui Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

O filho do presidente chegou ao comando da bancada após vencer uma guerra de listas que teve como objetivo tirar Delegado Waldir (PSL-GO) do posto. A manobra rachou o partido, mas garantiu vitória para o filho do presidente.

Depois, a Executiva Nacional do partido anunciou suspensão de alguns parlamentares – entre eles Eduardo -, oque possibilitou a chegada de Joice à liderança. Esse reinado, no entanto, durou pouco, já que logo os suspensos conseguiram liminar na Justiça e voltaram a integrar as fileiras do partido – e a endossar o filho do presidente.

Nesta quarta-feira, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) atendeu a um decisão do PSL e suspendeu 12 deputados federais ligados ao bolsonarismo. Com isso, a bancada foi reduzida para 41 membros, o que possibilitou uma nova maioria em favor de Joice.

Na decisão publicada no Diário Oficial da Câmara aparecem os seguintes nomes: Aline Sleutjes (PR); Bibo Nunes (RS); Carlos Jordy (RJ); Caroline Toni (SC); Daniel Silveira (RJ); General Girão (RN); Filipe Barros (PR); Cabo Junio Amaral (MG); Hélio Lopes (RJ); Márcio Labre (RJ); Sanderson (RS); Vitor Hugo (GO).

O filho do presidente não aparece entre os suspensos por conta de liminar que impede sua suspensão e a de outras quatro aliadas – Bia Kicis (DF); Carla Zambelli (SP); Alê Silva (RS); e Chris Tonietto.