Kim Kardashian e Lorde: Os looks mais polêmicos do Met Gala 2021

Compartilhe:

O Met Gala 2021 voltou em grande estilo, reabrindo suas portas para receber famosos como Timothée Chalamet, Emma Chamberlain, Alicia Quarles, Rachel Smith, Lisa Love e muito mais em Nova York. Este ano o tema da exposição é “Na América: Um Léxico da Moda” e celebra estilos dos Estados Unidos, após anos de temáticas voltadas para o mundo da moda internacional.

Depois de um ano de hiato devido à pandemia, os famosos chegaram ao tapete vermelho preparados para chocar e surpreender com seus looks: quanto mais chamativo, melhor. Kim Kardashian foi a celebridade que mais causou polêmica ao aparecer de preto dos pés a cabeça em um look Balenciaga. Nem os olhos da modelo ficaram expostos, o que fez com que os fãs brincassem que a influenciadora digital era a única que estava a salvo da Covid-19 no evento.

Outro look polêmico e certeiro foi o escolhido pela congressista americana Alexandria Ocasio-Cortez, que usou um vestido branco com os dizeres “taxem os ricos”. O look é assinado por Aurora James, que foi elogiada por Cortez por seu trabalho como uma mulher negra de classe média. “Orgulhosa de trabalhar ao lado de Aurora, uma mulher negra e imigrante que começou seu trabalho em um mercado de pulgas no Brooklin. Agora é a hora de lutarmos por um sistema de saúde melhor e pelo fim da exploração ambiental”, afirmou.

Em geral discreta nas transparências e decotes, a cantora Lorde surpreendeu com um look aberto que deixou sua barriga a mostra. O look da artista causou polêmica pelas inspirações cristãs, com os fãs do evento afirmando que o vestido teria sido perfeito não para esse ano e sim para o baile de 2018, que teve como tema ‘Corpos Sagrados: Moda e A Imaginação Católica’.

A modelo e ativista Iman levou a sério a temática norte-americana usando um look repleto de plumas gigantes, além de um adorno de cabeça assinado por Harris Reed.