Ministério Público reúne com órgãos de saúde para aperfeiçoar atendimento a pacientes de câncer de mama e colo de útero

Compartilhe:

O Ministério Público do Amazonas  promoveu audiência  dentro do Inquérito Civil nº 01.2019.00006691-2 para buscar soluções de agilidade e qualidade ao atendimento precoce a pacientes com câncer de mama e de colo de útero no Estado do Amazonas.

Participaram gestores e técnicos da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas(Susam), da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) e da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (Fcecon). A audiência aconteceu no dia 03/03, na sede do MPAM.

“Esse momento em que nos reunimos  para repensar a rede de assistência à mulher é essencial para evitarmos mortes precoces em decorrência  do câncer de colo do útero e mama. A ideia é de se construir novos parâmetros com a integração e aperfeiçoamento da rede”, explicou a titular da 58ª PRODHSP, Silvana Nobre.

Na audiência, foram identificados os principais problemas da rede pública de atendimento, dentre os quais está a demora dos resultados de exames de biópsia, necessários para fechar o diagnóstico de câncer e, assim, iniciar o tratamento. Além da biópsia, foram apontados problema como a baixa cobertura na realização de preventivos; a falta de infraestrutura e de pessoal para apresentar resultados de exames no tempo de 30 (trinta) dias; o índice de pacientes, em torno de 50%, que chega do Interior do Estado com quadro de câncer de colo de útero e de mama.

Os representantes das secretarias e da FCecon assumiram o compromisso de apresentar ao MPAM, em prazos definidos na reunião, uma série de documentos e informações acerca do atendimento às pacientes das duas modalidades de câncer, desde estatísticas que abrangem os últimos cinco anos até planejamentos e cronogramas para implantação de melhorias no atendimento.

ASCOM MPAM