Operação Tamoiotatá resgata trabalhador em condição de escravidão e apreende madeira ilegal em Humaitá

Compartilhe:

Uma fiscalização feita pelos agentes da operação Tamoiotatá em Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), no sul do Amazonas, apreendeu 118,4 metros cúbicos de madeira ilegal, na segunda-feira (20/09). A madeira foi apreendida durante ação policial que ocorreu  em uma ramal no distrito de Realidade.

Criada pelo Governo do Amazonas para combater as queimadas e desmatamento ilegal, a operação envolve policiais militares, bombeiros, policiais civis, agentes do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) e a Força Nacional.

Os policiais encontraram uma pessoa que estava em um barraco alojada em situação de trabalho análoga à de escravo. No local havia um equipamento de pulverização para limpeza ilegal de áreas desmatadas.

A fiscalização abordou ainda o caseiro da propriedade, sem encontrar os possíveis responsáveis pelo desmatamento e queimadas ilegais. As investigações continuam.

Os bombeiros também combateram pequenos focos de incêndio nas proximidades.

Queimadas urbanas

As equipes da operação Tamoiotatá também foram acionadas para o combate a um incêndio em vegetação de médias proporções em um terreno ao lado de residências e da Unidade Básica de Saúde do bairro Nova Humaitá. O fogo foi controlado sendo utilizados cerca de 3.000 litros de água para uma área queimada de aproximadamente 900 metros quadrados.

Operação

Desde o início de abril, o Governo do Estado atua na repressão ao desmatamento ilegal nos municípios de Apuí, Humaitá e Lábrea. A operação é resultado de um trabalho conjunto entre as secretarias estaduais de Meio Ambiente e Segurança Pública (SSP-AM).

Por determinação do secretário de Segurança, general Mansur, houve reforço no número de efetivo. A Força Nacional também está participando, com mais de 40 agentes.

Durante os cinco primeiros meses de operação, foram apreendidos animais domésticos, madeira serrada e veículos que realizavam o transporte irregular de materiais ilícitos.