Polícia apreende 700 quilos de maconha em uma embarcação no porto de Manacapuru; cinco pessoas são presas

Compartilhe:

O Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), com o apoio do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), Delegacia Fluvial (Deflu), e Receita Federal (RF),  apreendeu 700 quilos de maconha do tipo skunk em uma embarcação no porto de Manacapuru. A droga está avaliada em R$ 3,6 milhões.

Durante a ação policial foram presos Cristiano dos Santos Ribeiro, 33, Edinei Fernandes Monteiro, 39,  Manoel Honorato Nobre, 61, Rosane Dourado de Aguiar, 28  e Shaene Matos Martins, 28.

Paulo Mavignier, diretor do Denarc, declarou que as investigações  iniciaram há cerca de dois meses, quando as equipes obtiveram a informação de uma rota de drogas que passava pelo município de Maraã. Ainda segundo as investigações, Cristiano dos Santos Ribeiro estaria transportando grande quantidade de drogas em uma embarcação pesqueira, saindo de Japurá e que passaria por Manacapuru.

Com base nas informações, as equipes se deslocaram até Manacapuru onde montaram campana. Durante a abordagem, foram encontrados os cinco indivíduos que, ao serem questionados, informaram que havia apenas peixe e negaram a existência de drogas no interior do barco. O cão farejador Odin  da Receita Federal, entretanto,  sinalizou para uma suspeita de entorpecente no frigorífico da embarcação.

Segundo a autoridade policial, a embarcação foi levada ao porto de Manacapuru. Após retirarem todo o pescado, os policiais encontraram os 700 quilos de skunk.

Cristiano, Edinei, Manoel, Rosane e Shaene foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Ao término dos trâmites cabíveis, eles serão encaminhados para a Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru, onde permanecerão à disposição da Justiça.