Rússia disponibiliza 100 milhões de doses da vacina para América Latina

Compartilhe:

O CEO do Fundo Seberano da Federação Russa, Kirill Dmitriev, anunciou nesta 5ª feira (10.set.2020) que serão disponibilizadas 100 milhões de doses da vacina Sputnik V, desenvolvida para o combate à covid-19, para países da América Latina. Dmitriev afirma que ao menos a metade desse total será enviada ao Brasil.

“No Brasil, nós já fechamos acordo com o Estado do Paraná, e amanhã [11.set] anunciaremos o acordo com mais 1 Estado. Eles vão comprar 50 milhões de doses da vacina, e isso para nós é uma parceria importante”, declarou.

No início de setembro, o Paraná havia anunciado o começo dos testes da vacina russa em pelo menos 10.000 voluntários a partir de outubro. O acordo com os russos inclui, além da participação na 3ª fase de testes, a produção e distribuição do medicamento no território do Brasil.Desde o anúncio da aprovação da vacina, a Rússia já buscava acordos para começar a produção e distribuição de uma vacina contra a doença causada pelo novo coronavírus.

O plano inicial era a produção 30 milhões de doses no Brasil e 170 milhões em outros lugares. O Brasil seria responsável pela produção para a América Latina.

Dmitriev também afirmou que já foram firmados acordos com outros países latino-americanos, como o México.

“Ontem [9.set] nós acordamos o fornecimento de 32 milhões de doses da vacina para o México. Em breve, literalmente amanhã, nós anunciaremos o fornecimento de até 100 milhões de doses para outros países da América Latina”, declarou Dmitriev durante videoconferência com representantes de países latino-americanos.

Poder360