Site publica documentário em vídeo sobre a trajetória política de Jair Bolsonaro

Compartilhe:

No bojo do documentário, vários depoimentos feitos por Bolsonaro revelam ser ele a favor da tortura e que não estuprou a deputada Maria do Rosário porque, na opinião dele, ela é feia.  Com o professor Marcos Antônio, comentarista da JP, Bolsonaro polemiza sobre o recebimento de R$ 200 mil,  pago a ele, pela JBS, à título de propina. Bolsonaro tenta tergiversar, mas acaba admitindo que o partido dele recebeu a propina. E completa: “qual o partido que não recebe propina”? O documentário trata, também, sobre as várias condenações sofridas pelo ex-capitão do  Exército.

Assista