Trump informa Congresso dos Estados Unidos sobre saída da OMS

Compartilhe:

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou ao Congresso dos EUA uma comunicação oficial nesta terça-feira (7) sobre a saída do país da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“O Congresso recebeu uma notificação de que o presidente retirou oficialmente os EUA da OMS no meio de uma pandemia”, informou o senador Bob Menendez, democrata, integrante do Comitê de Relações Internacionais do Senado.

“Chamar a resposta de Trump à COVID de caótica e incoerente é pouco. Isso não vai proteger a vida ou os interesses americanos – deixa os americanos doentes e os EUA sozinhos”, completou.

Trump havia anunciado há algumas semanas seu intento de sair da OMS por acreditar que a entidade estaria aparelhada pela China. Principal financiadores da organização os EUA arcavam com US$ 450 milhões por ano, que serão remanejados para outras entidades internacionais.

Criticado pela postura diante da pandemia do novo coronavírus – que chegou a 130 mil mortes no país -, o republicano tem disparado contra a entidade e defendido que a pandemia vai, simplesmente, “desaparecer em algum momento”.

O presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que pode seguir os passos do estadunidense. “A OMS é o seguinte, o Trump cortou a grana deles, voltaram atrás em tudo. Um cara que nem é médico. Eu adianto aqui. Os Estados Unidos saiu. A gente estuda, no futuro: ou a OMS trabalha sem ideologia ou nós vamos estar fora também. Não precisamos de gente lá de fora dar palpite na saúde  aqui dentro”, disse no início de junho.