Vídeo de reunião ministerial faz dólar bater R$ 5,87

taxas de câmbio do euro e do dólar americano são vistas em uma placa eletrônica, pregão da B3 Stock Exchange em São Paulo,
Compartilhe:

PODER 360-O dólar subiu 0,71% nesta 3ª feira (12.mai.2020) e foi a R$ 5,87, novo recorde nominal –desconsiderada a inflação. A moeda teve dia de alta com investidores preocupados com o conteúdo do vídeo da reunião ministerial em que o presidente Jair Bolsonaro supostamente teria demonstrado intenção de interferir politicamente na PF (Polícia Federal).

O material está em análise pela corporação depois que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro disse que Bolsonaro teria feito as práticas ilícitas. O conteúdo do vídeo foi apresentado em audiência no Instituto de Criminalística da PF, em Brasília. A PGR (Procuradoria-Geral da República), a Polícia Federal, a AGU (Advocacia-Geral da União) e a defesa do ex-ministro participaram da diligência.

Os investidores já estavam apreensivos com a possível reabertura antecipada da economia global. Há receio de que a liberação precoce das atividades possa provocar uma alta nos números de infectados pela coronavírus –causador da covid-19.

As repercussões do vídeo da reunião ministerial contribuíram para o aumento do estresse no mercado.

Em meio a pandemia de covid-19, operadores de mercado demonstram preocupação com as incertezas políticas envolvendo o governo Bolsonaro.

Por volta de 16h, o BC (Banco Central) anunciou leilão de 10.000 contratos de swap cambial, com o dólar a R$ 5,86, para segurar a desvalorização do real.

IBOVESPA

O Ibovespa, principal índice da B3 (Bolsa de Valores de São Paulo) também repercutiu negativamente as informações de que o vídeo pode prejudicar o presidente Jair Bolsonaro. Nesta 3ª (12.mai), recuou 1,51%, aos 77.871 pontos.

O mercado financeiro começou a reagir a medida que as repercussões foram sendo divulgadas. Das 14h às 15h15, o pregão perdeu 1.615 pontos, saindo de 80.067 para 78.450 pontos. Fechou na pontuação mínima do dia.

Os principais índices dos EUA também tiveram dia de queda, em preocupação com a disseminação da covid-19. Bolsas europeias tiveram alta.