Wilson Lima e David Almeida serão investigados pela falta de oxigênio nos hospitais rede pública

Compartilhe:

O governador Wilson Lima e o prefeito de Manaus, David Almeida, serão investigados por determinação do procurador Augusto Aras, Superior Tribunal de Justiça (STJ), por suposta omissão no enfrentamento da pandemia de covid-19, que culminou com a morte de dezenas de pessoas por falta de oxigênio.

Os hospitais da rede pública de saúde do Amazonas viveu nos últimos dias a mais aguda crise de sua história devido a falta de oxigênio.

A PGR, por meio do Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia Covid-19 (Giac), instituído pelo procurador-geral em março de 2020, fomentou o diálogo entre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), as Forças Armadas, o Ministério da Saúde, a empresa White Martins, fornecedora de oxigênio e outros órgãos, e conseguiu obter soluções emergenciais para o problema pela via administrativa.

A Procuradoria da República no Amazonas também adotou medidas judiciais que entendeu serem pertinentes diante do grave cenário vivenciado.

Matéria completa aqui