“Sabemos o quanto esse Supremo foi ameaçado”, discursa Moraes na presença de Bolsonaro

Compartilhe:

Durante participação na última sessão do ministro Dias Toffoli na presidência do STF, Jair Bolsonaro ouviu críticas veladas de ministros da Corte.

Bolsonaro chegou ao plenário do Supremo por volta das 17h acompanhado de alguns ministros exatamente quando o ministro Alexandre de Moraes elogiava Toffoli pela coragem diante do inquérito das fake news e falava sobre ameaças aos magistrados.

“Vossa excelência teve coragem de defender o tribunal, de defender o Judiciário, não só os membros do tribunal, mas a autonomia, tomando medidas que foram criticadas e depois elogiadas, como quase todas as grandes medidas e inovações. Soube fazer o correto mesmo que criticado fosse, do que deixar por comodidade. Não faltou coragem de manter histórica tradição na defesa dos direitos e garantias fundamentais, apesar das dificuldades econômicas, pandemia. Sabemos o quanto esse Supremo foi ameaçado, o quanto os ministros foram ameaçados e os familiares foram ameaçados. Tínhamos instrumento, dentro da Constituição, que permitiu reação rápida, e só foi possível graças à coragem de vossa excelência. Não existe Poder Judiciário independente, autônomo, se seus juízes não tiverem garantia física e moral. E vossa excelência garantiu isso a todo o Judiciário”, disse Moraes.

O ministro Edson Fachin afirmou que Toffoli é “um democrata que respeita a autoridade, mas rejeita o arbítrio” e Gilmar Mendes falou que o legado do ainda presidente do STF fortalece a democracia.

Brasil 247