300 elefantes morrem em Botsuana por ingerirem água contaminada

Compartilhe:

Leitos de água com toxinas provocaram a morte de mais de 300 elefantes em Botsuana, na África. As mortes, que aconteceram ao longo de três meses, começaram a ser detectadas em maio e comunicadas em julho.

A reportagem da CNN Brasil destaca que “a causa, inicialmente, era um mistério, e o país encomendou testes laboratoriais no solo, na água e na carcaça dos animais conforme a especulação crescia em torno das mortes. As cianobactérias são encontradas rotineiramente na água, mas nem todas produzem substâncias tóxicas. Cientistas temem que a mudança climática aumente a produção bacteriana de toxinas, uma vez que a temperatura da água irá subir e as condições se tornarão mais favoráveis para a reprodução desse tipo de microrganismo.”

A matéria ainda acrescenta que “Botsuana é casa para 130 mil elefantes africanos — mais do que qualquer outro país do continente. No ano passado, o país derrubou a suspensão da caça de elefantes que estava em vigor desde 2014, gerando críticas internacionais.”