Após decretar estado de calamidade, prefeito de Nova Olinda contrata por R$ 140 mil cantora Joelma para o Festival do município

Compartilhe:

No início de 2017, o novo prefeito de Nova Olinda, Adenilson Lima Reis, divulgava com alarmista estardalhaço, em nota distribuída aos veículos de comunicação do estado, que o município estava em estado de calamidade.

A inesperada e “bombástica” notícia gerou comoção, alvoroço – todos no município diziam, penalizados, “ah! coitado do prefeito. E agora, o que vai fazer, o que será de Nova Olinda, sucateada, pilhada, espoliada pelo ex-prefeito Joseias Lopes?

A repercussão foi igualmente bombástica e logo ganhou as páginas dos noticiosos de Manaus: “Prefeito de Nova Olinda do Norte decreta estado de calamidade no município”.

Dizia o prefeito à época que o município devia R$ 10 milhões para o INSS, R$ 2 milhões para Amazonas Emergia e que o rombo no sistema de abastecimento de água era de R$ 1,9 milhões.

“Estamos em estado de calamidade”, anunciava.

Um pouco mais de um ano, o prefeito Adilson Lima Reis contrata a cantora Joelma, ex-Calypson, para o XXIII Festival Folclórico do Município deste ano.

A apresentação da cantora, conforme Termo de Ratificação nº 003/2018, assinado no dia 04 de maio deste ano, e publicado no Diário Oficial dos Municípios, vai custar para os cofres públicos, R$ 140 mil. O contrato foi adjudicado em favor da empresa Flávio Show Produções LTDA. EPP, CNPJ 14.039.862/0001-32.

O contrato de R$ 140 mil para o show da pop star Joelma tem sido criticado pelos diferentes segmentos da sociedade de Nova Olinda do Norte  convocada pelo prefeito em 2017 para o enfrentamento de dias difíceis  à propósito de uma reportagem a Band realizada neste mês no município.

De acordo com a reportagem, Nova Olinda do Norte enfrenta sérios problemas na área da saúde, com falta de remédio, médicos e ambulâncias sucateadas.

O diretor do hospital se negou com a falar com a reportagem da Band, mas as imagens das ambulâncias, os depoimentos dos pacientes falam por si só.

Enquanto as ambulâncias do município estão paradas por falta de manutenção, o prefeito abre os cofres da prefeitura para engordar a poupança de Joelma por alguns minutos nos palcos do  XXIII Festival Folclórico do Município.