Autoteste de Covid-19: Prefeitos cobram comercialização à Saúde e à Anvisa

Compartilhe:

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) enviou nesta quinta-feira (13) um ofício ao Ministério da Saúde e à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedindo a permissão da comercialização em farmácias e drogarias de autotestes para detectar a covid-19.

Atualmente, por determinação da agência reguladora, estes exames, que são os mesmos já utilizados em farmácias de todo o país, não podem ser vendidos para as pessoas fazerem em casa.

O pedido da comercialização acontece em meio ao aumento do número de casos da doença nesse início de ano e a redução de dez para cinco dias do período de isolamento de pessoas com suspeita do vírus.

De acordo com o texto da FNP, o autoteste é “uma das grandes estratégias para o enfrentamento da pandemia de COVID-19, já empregada com sucesso por alguns países.”

O documento dos prefeitos ainda diz que a medida “é embasada na testagem laboratorial em massa da população, auxiliando, assim, na tomada de decisão para o imediato isolamento social dos pacientes e de seus contactantes diretos, a fim de interromper o ciclo natural de transmissão da doença.”

Na última quinta-feira (6), o Consórcio Conectar, instituído a partir da liderança da entidade, também enviou ofício ao ministério pedindo auxílio na estruturação do atendimento da rede de atenção à saúde.

Vacinação infantil

O Brasil recebeu o primeiro lote de 1,2 milhões de doses de vacinas da Pfizer para crianças na madrugada de hoje.

O Ministério da Saúde informou que os imunizantes já começarão a ser distribuídos para os Estados e que as quantidades serão divulgadas ainda nesta quinta.

Confira o cronograma de entregas:

Distrito Federal

  • Previsão decolagem: 13/01, 22:15

  • Previsão chegada: 14/01, 00:05

Goiás

  • Previsão decolagem: 13/01, 23:50

  • Previsão chegada: 14/01, 01:30

Mato Grosso do Sul

  • Previsão decolagem: 14/01, 06:40

  • Previsão chegada: 14/01, 07:35

Mato Grosso

  • Previsão decolagem: 14/01, 07:15

  • Previsão chegada: 14/01, 08:30

Alagoas

  • Previsão decolagem: 14/01, 07h40

  • Previsão chegada: 14/01, 10:30

Bahia

  • Previsão decolagem: 13/01, 23h00

  • Previsão chegada: 14/01, 01:20

Ceará

  • Previsão decolagem: 13/01, 23h35

  • Previsão chegada: 14/01, 03:00

Maranhão

  • Previsão decolagem: 14/01, 08h15

  • Previsão chegada: 14/01, 11:35

Paraíba

  • Previsão decolagem: 14/01, 08h25

  • Previsão chegada: 14/01, 11:35

Pernambuco

  • Previsão decolagem: 13/01, 22h15

  • Previsão chegada: 14/01, 01:20

Piauí

  • Previsão decolagem: 14/01, 13h30

  • Previsão chegada: 14/01, 16:40

Rio Grande do Norte

  • Previsão decolagem: 13/01, 22:40

  • Previsão chegada: 14/01, 02:00

Sergipe

  • Previsão decolagem: 14/01, 12:05

  • Previsão chegada: 14/01, 14:40

Acre

  • Previsão decolagem: 13/01, 21:50

  • Previsão chegada: 13/01, 23:50

Amazonas

  • Previsão decolagem: 13/01, 23:50

  • Previsão chegada: 14/01, 02:40

Amapá

  • Previsão decolagem: 14/01, 05:50

  • Previsão chegada: 14/01, 13:10

Pará

  • Previsão decolagem: 13/01, 22:20

  • Previsão chegada: 14/01, 01:55

Rondônia

  • Previsão decolagem: 14/01, 08:05

  • Previsão chegada: 14/01, 10:45

Roraima

  • Previsão decolagem: 14/01, 05:50

  • Previsão chegada: 14/01, 12:35

Tocantins

  • Previsão decolagem: 14/01, 08:10

  • Previsão chegada: 14/01, 10:30

Espírito Santo

  • Previsão decolagem: 13/01/2022, 22:45

  • Previsão chegada: 14/01, 00:15

Minas Gerais

  • Previsão decolagem: 14/01, 07:05

  • Previsão chegada: 14/01, 08:15

Rio de Janeiro

  • Previsão decolagem: 13/01, 23:40

  • Previsão chegada: 14/01, 00:45

Paraná

  • Previsão decolagem: 14/01/2022, 06:45

  • Previsão chegada: 14/01, 07:50

Rio Grande do Sul

  • Previsão decolagem: 13/01, 23:00

  • Previsão chegada: 14/01, 00:45

Santa Catarina

  • Previsão decolagem: 14/01, 07:10

  • Previsão chegada: 14/01, 08:25

São Paulo

  • Como o estado não necessita de transporte aéreo, as doses serão entregues até sexta-feira (14)