Jaildo Oliveira pede ajuda para grupo SuperDoadoras que realizam ações de doação de sangue

Compartilhe:

O vereador Jaildo Oliveira (PCdoB) pediu, durante seu discurso no pequeno expediente, ajuda para o Grupo Super Doadoras que realiza ações para estimular a doação de sangue em Manaus.

O Grupo, que tem parceria com a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), realiza distribuição de camisas personalizadas para quem for doar sangue durante as campanhas, que são realizadas três vezes por ano. “Por conta da pandemia, elas ficaram sem recursos financeiros para a confecção das camisas, e por isso peço a ajuda dos vereadores e quem mais quiser colaborar para que a ação delas, programada para o próximo dia 20 de março aconteça”, pediu Jaildo Oliveira.

Segundo o parlamentar, menos de 2% dos brasileiros são doadores de sangue e a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que essa porcentagem esteja entre 3% e 5% para que haja um estoque seguro. Contudo, por conta da Pandemia, este número está muito mais baixo. “A Covid-19 colaborou drasticamente com a doação, e essas ações são necessárias para aumentar o estoque do Hemoam”, disse.

São retirados 450 ml de sangue, quantidade que o corpo é capaz de repor em até 72 horas. Assim, não há risco de qualquer problema para o doador. A única recomendação é respeitar o intervalo entre as doações. No caso dos homens, eles devem esperar 60 dias entre uma coleta e outra ou realizar. Já as mulheres devem esperar 90 dias para doarem sangue novamente, devido à recuperação dos estoques de ferro, que nas mulheres é mais demorada em razão das perdas que elas têm durante os ciclos menstruais.

Segundo Silvana Reis, idealizadora e coordenadora do grupo Super Doadoras, é preciso criar mais campanhas para estimular a doação de sangue que se encontra cada dia mais baixa. “Os números são infelizmente muito baixos, é preciso realizar ações que convidem à doação. Muitas pessoas morrem por falta de sangue e temos que nos conscientizar disso, que cada bolsa de sangue doada, salva quatro vidas”, enfatizou.